Construção

Agência terceirizada é a melhor escolha para o marketing da construção?

21/1/2021

No artigo sobre o outsource marketing, argumentamos (e acredito que demonstramos) que a melhor opção para empresas da construção civil é o marketing terceirizado de agências. É mais vantajoso que um time interno.

Mas, é claro que esse não é um modelo perfeito e muitas pessoas apresentam objeções sérias a essa escolha.

O objetivo aqui não é só vender nosso peixe, mas te ajudar a tomar a melhor decisão para a sua empresa. Vamos mergulhar mais a fundo nesse tema e buscar a resposta definitiva para a pergunta: contratar uma agência terceirizada é mesmo a melhor alternativa?

Por isso, hoje vamos conversar sobre:


  1. As vantagens do marketing interno - e o outro lado;
  2. Uma terceira opção, se você não se satisfizer com nenhuma das duas;
  3. Por fim, passos para tomar a melhor decisão.


Vamos lá:


Contratar uma agência ou montar uma equipe interna?


Para responder a essa pergunta, assim como em toda e qualquer decisão importante, existem variáveis gerais e específicas. Aqui em um artigo direcionado a muitas pessoas de muitas empresas diferentes, só é possível tratar daquilo que é aplicável igualmente para todos.

Repare que a situação particular de cada empresa é importante para a escolha e até mesmo a índole do responsável dentro da empresa. Por conta disso, talvez, tomar a decisão perfeita só seja possível com a ajuda de uma consultoria.

Mas, daquilo que é universal e aplicável a todos, temos as seguintes variáveis.


  • Segmento: cada tipo de produto se encaixa melhor com um tipo de marketing;
  • Tamanho da empresa: isto é importante por conta dos custos principalmente;
  • As metas próximas para o negócio: trata-se dos objetivos imediatos, como crescer na empresa, manter o ritmo, etc.


Tudo isso influencia no peso e no tamanho do impacto que as vantagens e desvantagens do modelo escolhido terão efetivamente para a sua empresa, seja qual for o seu caso.


As vantagens do marketing interno - e o outro lado


E quais são essas vantagens?

Veja bem, mostraremos agora que todas as supostas vantagens do marketing interno são ambíguas e compensadas por desvantagens igualmente significativas.

Exagero? Vamos ver...


1) O gestor da empresa tem muito mais controle sobre as atividades internas


Um gestor pode desgostar da ideia de ter de acompanhar o marketing meio de longe, sem poder ficar de olho no que está sendo feito pela agência que contratou.

Por outro lado, uma boa agência será sempre transparente e se esforçará por fazer exatamente aquilo que o cliente precisa e deseja.

É claro que nunca haverá o mesmo nível de integração entre uma agência terceirizada e uma empresa, em comparação com o time interno, mas isso, como dissemos, é uma questão da índole do gestor, que pode ser conversada com especialistas.


2) No marketing interno, a sua empresa é o único foco de toda a equipe


Por outro lado, essa mesma equipe carecerá de uma experiência diversificada e rica, que reúne know-how de outras “regiões” do mercado.

Outro ponto: o marketing está em alta, mas profissionais qualificados ainda são difíceis de encontrar. E não basta um único profissional; você vai precisar de vários (pois bem, a agência tem todos eles).

Por fim, para manter uma equipe interna focada apenas no seu marketing, você precisa de uma altíssima demanda, o que exigirá recursos para treinamento, capacitação e especialização da equipe e da liderança, gerando ainda mais gastos do que os cálculos apresentados no outro artigo.


3) Um eventual desligamento de contrato com a agência seria prejudicial


Aqui tocamos num ponto importante e delicado. Muitos gestores e diretores temem associar-se a agências de marketing e confiar toda a publicidade da sua marca na mão de terceiros, receando que, num futuro e eventual fechamento do contrato, toda a divulgação da marca caia no vazio.

Por outro lado, uma qualidade notável das novas agências que têm surgido por aí é a flexibilidade contratual e liberalidade para fechar negócios.

A estrutura interna de uma agência (das pequenas principalmente) é muito elástica, devido à variedade de funcionários e à liberdade de que cada um desfruta ali dentro. Por isso, fechar um negócio que seja benéfico para todos os lados é bastante favorecido, e os desligamentos são sempre amigáveis. Clientes podem ser verdadeiros parceiros.

Por fim, se isso ainda não o tranquiliza o bastante, mais para o final deste artigo lhe daremos uma terceira opção: que é não confiar todo o seu marketing para uma agência, mas apenas parte dele.

Como vimos neste artigo e no outro, levando em conta tudo, uma agência terceirizada é melhor para a sua empresa do que uma equipe interna de marketing.

Mas, eu sei que ainda não convenci todos vocês.

Por isso, ainda vou te dar uma terceira opção.


Terceira opção: parceria entre time interno e agência


Você não precisa escolher fatalmente um modelo ou outro. É possível decidir por combinar os dois.

Aqui, algumas das desvantagens que um e outro modelo apresenta podem ser equilibradas e superadas, e as vantagens podem ser potencializadas, como por exemplo:


  • O controle: lembra da sua preocupação no início? Neste modelo, o gestor pode estar mais consciente da estratégia se o núcleo de planejamento dela for a equipe interna e a agência apenas fizer os serviços práticos;

  • Combinar amplitude e profundidade de conhecimento: a equipe interna só conhece uma empresa; a agência tem experiência vasta, mas não está dentro da sua empresa para acompanhá-la tão de perto. Combinando as duas, você terá unido o conhecimento externo e a visão interna do seu negócio.


Nesta terceira opção é difícil definir os custos gerais, já que a margem de variação é grande demais e depende inteiramente da forma da parceria firmada entre sua empresa e a agência. Por isso, não podemos colocar o custo nem como vantagem nem como desvantagem deste modelo.

Desvantagens? Sim, este terceiro modelo também as tem.

A principal é: os profissionais internos podem enxergar a agência como concorrência, ou, como um risco para seus empregos, e a agência, vendo que há uma equipe interna na sua empresa, pode acabar não dando tanta atenção à sua estratégia. Ambos os lados precisariam aprender a trabalhar em grupo, o que não é fácil, uma vez que a agência já é um grupo fechado e a equipe interna também.


Qual escolher?


Olha só, vou ser bem sincero com você. Não posso te dizer qual é a melhor opção para você.

Eu posso, sim, dizer qual a melhor opção em teoria. E esta é contratar uma agência.

Mas, caso a caso, tudo pode mudar, e nós, eu e você, que trabalhamos com empresas e negócios, sabemos muito bem disso. Eu não tenho como te dar a melhor opção para o seu caso especificamente por aqui. (Podemos pedir ajuda diretamente).

Mas, posso sim lhe dar 4 aspectos a considerar para definir qual a melhor opção, e ajudá-lo a escolher bem. Vamos a isso.


1) Conheça seu cliente


Aqui nos referimos especificamente à chamada “jornada de compra” do seu cliente: qual o caminho que ele percorre desde o momento em que toma conhecimento da sua marca até a efetuação da compra?

Se seu cliente não passa muito tempo nas plataformas digitais (o que é bem raro hoje em dia), talvez uma agência pareça uma má opção e seja melhor para você anunciar na televisão, no rádio ou até mesmo nos jornais.

Enfim, montar o perfil do seu cliente e saber exatamente como ele te encontra é o segredo. Você pode pedir ajuda para fazer isso.


2) Defina os objetivos do seu marketing


O que exatamente você pretende com o marketing da sua empresa agora?

Fidelizar quem já é cliente? Encontrar clientes novos? Anunciar um empreendimento específico? Divulgar o nome da marca? Consolidar uma imagem de autoridade?

Os objetivos são múltiplos e você deve escolher um ou alguns deles para direcionar sua escolha.


3) Conheça suas necessidades urgentes


O que você precisa fazer para o seu marketing?

Este é um ponto essencial. Que lacunas precisam ser supridas? Em quanto tempo você precisa de retornos substantivos?

Isso te ajudará a definir um ponto muito importante: o orçamento que você está disposto a investir no seu marketing agora.

Lembre-se de que abrir uma equipe interna de marketing é um investimento irreversível a curto e até a médio prazo, enquanto que um acordo amigável com uma agência pode ser desfeito com grande facilidade.

Outra coisa é a magnitude dos custos, que é muito menor nas agências e até no modelo “híbrido”, agência-equipe interna os custos são muito indefinidos.


4) Avalie sua presença digital atual


Sua empresa está completamente de fora das plataformas digitais? Não tem público definido? 

Este é um tópico que não pode ser negligenciado de jeito nenhum. A presença é talvez o ponto mais importante do marketing digital.

Veja bem, é claro que não pude resolver seu problema por completo neste artigo. Mas, não quero deixar você na mão com essas informações “soltas”. Se você quiser mesmo aprimorar o seu marketing, entre em contato com nossa equipe de especialistas que eu tenho certeza que eles resolverão o seu problema.


Compartilhar:
Rafael da Fonseca Rosa
Redator e Tradutor
veja todos os posts do blog