Construção

Como fortalecer a marca da sua Construtora

18/9/2020

Nós da Taket temos insistindo muito em algo que todos já sabem (ou pelo menos deveriam saber): as construtoras, se quiserem evoluir e abandonar a estagnação em que estiveram por tantas décadas, precisam migrar para as plataformas digitais e começar logo a inovar em seus processos.


Uma dessas inovações urgentes é que as construtoras precisam migrar para o Marketing Digital.


O mundo do marketing está se transformando constantemente, e raramente há um mês que não traga novidades. Construtoras que não estejam atentas às inovações do Marketing podem gastar muito de seu tempo e dinheiro investindo em estratégias ultrapassadas que já não funcionam mais.


Por isso, vamos apresentar a você aqui, hoje, algumas das estratégias desse tipo de Marketing que você pode adotar sem ficar com o pé atrás - estas estratégias são seguras e sua efetividade é garantida. Acompanhe que vamos dar muitos números.


1) Video Marketing


O Video Marketing é a estratégia que tem se mostrado mais eficiente diante do crescimento contínuo dos dispositivos móveis e das mudanças do comportamento das pessoas na internet.


O uso de vídeos para as mais diversas estratégias de marketing é uma ação que tem tido os melhores resultados imagináveis, tanto na construção civil quanto na maioria dos outros setores do mercado.


De tantas empresas experimentando o sucesso de suas estratégias de anúncios e marketing de conteúdo através de vídeos, várias pesquisas foram feitas, e chegou-se a números e estatísticas impressionantes.


Os números do Video Marketing


  • 72% dos consumidores preferem conhecer um produto ou serviço e aprender sobre ele por vídeos em vez de textos;


  • 92% dos usuários de dispositivos móveis compartilham vídeos com outras pessoas;


  • 59% dos executivos preferem assistir a um vídeo do que ler um conteúdo em texto;


  • Profissionais do Video Marketing adquirem 66% dos seus leads por meio de vídeos;


  • 46% dos usuários tomam uma ação após serem impactados por um anúncio em video;


  • 95% dos usuários assistem a vídeos para aprender sobre produtos e serviços.



Quais as vantagens do Video Marketing?


Este aqui é um exemplo de uma produção da Taket para a inauguração da Sarstedt no Brasil.  Um conteúdo desse tipo oferece tantas vantagens para a divulgação de uma empresa, e é eficiente em tantos aspectos, que é até difícil começar a lista.


Em primeiro lugar, os vídeos dão certo porque são conteúdos de consumo rápido e fácil. Mesmo informações pesadas, de difícil digestão, podem ser suavizadas e simplificadas na produção audiovisual, tornando a compreensão mais leve e agradável.


Não é muito confortável ler textos longos nas telas dos dispositivos móveis, com letras muitas vezes pequenas demais para os olhos de alguns. Esse problema não existe com os vídeos.


No geral, vídeos causam muito mais impacto que textos escritos. Um vídeo normal, porque dispõe de sons e de imagens móveis, pode causar mais impacto até do que um texto magistral do melhor dos redatores. Como vimos nas estatísticas acima, os vídeos são muitíssimo eficazes em levar o consumidor a tomar uma atitude imediatamente.


Pelos mesmos motivos, também é possível passar, nos vídeos, uma grave percepção do valor do produto ou serviço apresentado.


E o que melhora tudo é: não é tão caro quanto possa parecer. Uma produção audiovisual não custa tanto no bolso das empresas quanto pode parecer à primeira vista. Se você tiver dúvidas sobre isso, pode perguntar diretamente aos nossos consultores.


2) Redes Sociais


O melhor canal para divulgar os vídeos feitos é sem dúvida as redes sociais.


Sobre isso não há discussão. É consenso. Já em 2018 94% das empresas estavam presentes em uma ou mais redes sociais.

Mas elas não são apenas um canal de divulgação. Social Media é toda uma estratégia ela mesma, complexa e elaborada, que é essencial para o marketing digital das empresas.


Marketing digital sem redes sociais não pode ser completo - ainda mais se se pensa em marketing de conteúdo. As redes sociais são um prodígio de efetividade quando se trata de apresentar a empresa, de dá-la a conhecer.


Principalmente, para as construtoras, o LinkedIn. Vocês já sabem muito bem disso, porque já escrevemos sobre isso no nosso blog.


Mostrar o status do empreendimento e divulgar novos é excelente pelo LinkedIn. Para construtoras que vendem para outras empresas (transação B2B), essa é a rede de contatos ideal. Para promover conteúdos relacionados a negócios, o LinkedIn só não é tão efetivo quanto o e-mail - mas é mais abrangente.

As campanhas de vídeo nessa plataforma apresentam 82% de taxa de visualização.


Dos profissionais de Video Marketing, 51% usa essa plataforma (metade, sim, mas lembre-se que empresas B2C perdem menos se negligenciam o LinkedIn). Pois veja bem: desses, 84% diz obter sucesso por lá.


3) Blog


Os artigos publicados em blog (chamados post blogs) são uma das estratégias preferidas das empresas que trabalham com Marketing de conteúdo.


Isso porque artigos oferecem uma ampla gama de possibilidades de compartilhamento de conteúdo - tudo o que se possa imaginar pode ser comunicado por esses textos (no blog da Taket você percebe essa variedade!).


Se bem utilizado, o blog pode ser a coluna vertebral da sua estratégia de marketing de conteúdo, pois há muitas maneiras de converter ou maturar leads através dele, e de desenvolver oportunidades de negócio.


O blog também é uma plataforma cuja mensuração de resultados é efetiva, e às vezes mais precisa que das redes sociais, pois curtidas e visualizações, às vezes, podem enganar.


Um blog talvez te pareça inapropriado para uma empresa da construção civil, mas você ficaria surpreso com a efetividade que isso pode ter. O segredo dele para as construtoras é que ele aumenta o movimento no seu site - empresas que publicam postblog recebem quase 4 vezes mais visitas por mês.


4) Website


O site é o núcleo da estratégia, o ponto central donde partem todas as outras ramificações estratégicas. É a sede da apresentação da sua empresa na internet - sua carteira de identidade.


Ele deve ser um porto, ao qual todos os outros canais chegam, e que direciona para todos os outros canais, com links bem posicionadas e páginas perfeitamente articuladas.


O casamento entre redes sociais e site é de suma importância. Algumas redes sociais, como o LinkedIn, posicionam um grande botão “Ver Site” bem na página inicial das empresas.


O blog também deve estar vinculado a ele, e levar à páginas de compras.


5) Anúncios pagos


Queremos dizer os anúncios nas redes sociais ou no Google.


São muito efetivos em comparação com os anúncios tradicionais, pois podem ser medidos com espantosa precisão e, ainda, direcionados a públicos muito específicos segmentados por idade, local de residência, e até por pontos de interesse!


Existem profissionais do Marketing digital que se especializam só nesse tipo de serviço, chamado de “tráfego” porque lida detalhadamente com o trânsito dos usuários pela internet.


6) E-mail Marketing


Apesar de alguns estabanados por aí falarem que o E-mail Marketing morreu, que é coisa do passado, isso não poderia estar mais distante da verdade. O fato é que essa estratégia apresenta um dos maiores Retornos Sobre Investimento (ROI).


Mas você, que trabalha na construção, deve usar tanto o seu e-mail, que ouvir que ele está prestes a morrer com certeza soa muito estranho ao seu ouvido.


O E-mail Marketing é uma estratégia vivíssima, e uma das mais efetivas devido ao seu baixo custo e assertividade. O alcance dos lançamentos pode ser precisamente medido, e seus resultados são facilmente verificáveis.


Além disso, a gestão dessa estratégia é límpida e proba: os leads deslizam suavemente pelo funil, e o dinheiro pelo seu bolso.


Compartilhar:
Rafael da Fonseca Rosa
Redator e Tradutor
veja todos os posts do blog