Construção

Conheça os 5 prédios mais altos do mundo

29/10/2020

Guindastes, pré-moldados e outras tecnologias permitem hoje feitos impressionantes na área de engenharia e arquitetura.


Os arquitetos e engenheiros não precisam mais segurar a criatividade no papel, porque no cimento e tijolos já são capazes de concretizar as ideias mais ousadas.


Alguns desses profissionais, que contam com uma reserva extra de ousadia - e de dinheiro -, fazem prédios exageradamente altos, que furam as nuvens e desaparecem da vista de quem continua em terra.


Mas por que esses prédios são tão altos?


As grandes cidades são grandes, mas mesmo assim não comportam tudo que querem colocar lá. 


A expansão é muito rápida e volumosa. E como os limites e fronteiras hoje em dia são muito bem definidos, se uma cidade quiser crescer, precisa crescer para cima. Por isso começam a erguer-se prédios cada vez mais altos.


Mas são mesmo necessários centenas de andares? Esses não exageram?


Sim, é verdade. Em parte eles querem exibir sua glória diante do mundo, quebrar recordes e mostrar do que são capazes. Inclusive o formato de um desses prédio, como veremos, é um símbolo da ascensão econômica do seu país.


Vamos então dar uma olhada na lista dos 5 prédios mais altos do mundo (prédios apenas, e não qualquer tipo de construção como torres de rádio ou afins).


Calma, calma, que essa não é mais uma daquelas listas que só despertam a sua curiosidade e não te dizem quase nada sobre os itens apresentados. Vamos te deixar bem inteirado sobre essas construções.


Se quiser ver um ranking lado a lado das construções mais altas do mundo além destas cinco, está aqui.



Clique aqui para ver numa resolução mais alta.


5) Lotte World Tower


Lotte World Tower, Coreia do Sul


Na capital da Coreia do Sul, Seul, desde 2017 existe um prédio de 550 metros de altura.


Difícil ter ideia dessa altura? Bom, vou te ajudar a ter um ponto de referência. Para você ter uma noção, um desses predinhos comuns no Brasil, de 3 andares, tem entre 9 e 12 metros, e um prédio de 10 andares, que já está entre os maiores dos mais comuns por aqui, mede cerca de 30 metros.


A Lotte World Tower é 18 vezes mais alta que esses. Não tem 10 andares, mas 123, que compõem a maior torre de toda a península coreana, e a quinta maior do mundo - e só não quebrou mais recordes porque logo ao seu lado, no mesmo continente, está a China, que não tem poucas dessas torres gigantescas.


A KPF Associates gastou cerca de 3,6 bilhões para pôr em pé esse monstro, que serve, como a maioria desses prédios muito grandes, para escritórios comerciais, algumas unidades residenciais para quem pode, e um hotel de luxo.


4) Ping An Finance Center


Ping Na Finance Center, China


Em Shenzhen, uma das ultramodernas cidades da China, aquela que liga o território de Hong Kong ao continente chinês, erguem-se os soberbos 115 andares de um edifício de 599 metros de altura: O Ping An Finance Center.


Comissionado pela Ping An Insurance, empresa chinesa de seguros, bancos e serviços financeiros cujo nome “ping an” quer dizer “seguro”, por aproximadamente US$ 1,5 bilhão, e desenhado pela companhia americana de arquitetura Kohn Pedersen Fox Associates, desde 2017 é o edifício mais alto de Shenzhen (o que não é pouco como pode parecer num ranking global - você já viu os prédios de Shenzhen?), o segundo maior edifício da China, e o quarto maior do mundo.


Por dentro ele conta com espaços de escritório, hotel e compras, um centro de conferências, e um shopping center de primeira. Lá no 116º, o segundo deck de observação mais alto do mundo, chamado Free Sky (“Céu Livre”).


Aqui neste breve vídeo você confere como foi o planejamento e a construção desse prédio monumental.



3) Makkah Clock Tower


Makkah Clock Tower, Arábia Saudita


Você já deve ter visto aquela mesquita gigantesca na cidade de Meca, a Masjid al-Haram, o local mais sagrado para os muçulmanos. Todo muçulmano precisa peregrinar para lá pelo menos uma vez na vida. Mas você sabia que bem na frente dela fica o terceiro edifício mais alto do mundo?


Trata-se de um complexo chamado Abraj Al Bait composto de 7 arranha-céus muito altos. Aquilo é um hotel. Os quatro últimos andares da torre do relógio, a do meio e que é propriamente a terceira mais alta do mundo, sediam um museu, o Clock Tower Museum.


Foi construído pelo próprio governo da Arábia Saudita e custou um total de 15 bilhões de dólares, o segundo edifício mais caro do mundo.


Em 2002, no lugar onde agora se vê essa torre que, por ser rodeada de seis irmãs menores, se diferencia de todas as outras desta lista - no mesmo lugar, ficava uma cidadela otomana construída no século 18. O governo árabe demoliu a construção com propósitos comerciais em 2002, para construir esse hotel e essa torre, o que gerou uma grande revolta tanto na Arábia quanto em outros países, principalmente na Turquia.


E foi um significativo salto comercial. A torre conta com 95 andares que se estendem até 601 metros acima do solo.


2) Shanghai Tower


Shanghai Tower, China


Lá no Distrito financeiro de Pudong, em Shanghai (ou Xangai, mais abrasileirado), 128 andares alcançam a altura de 632 metros. O tamanho impressionante desse monstro da engenharia pode ser admirado neste video espantoso.


Essa torre faz um trio com essas duas outras que estão ao lado dela na foto. Uma é a Jin Mao Tower, concluída em 1998, e a outra, a que tem uma “alça” no topo, a Shanghai World Financial Center. Compõem juntas o distrito financeiro de Lujiazui. O prédio mais baixo tem 430 metros de altura, o segundo tem 493.


A Shanghai Tower é utilizada para várias coisas - até porque usar para uma função só um colosso desses não deve ser fácil. Nenhuma novidade quanto a isso: escritórios, hotéis, lojas, deques de observação, andares de entretenimento variado etc.


Mas o mais interessante talvez seja o design de vidro torcido em torno da torre verdadeira. Se você olhar bem na foto, vai perceber nove “zonas” verticais, nove divisões na torre, do chão ao topo. Cada zona tem um átrio cuja parede é de vidro, iluminado por luz natural, e constitui uma divisão da torre, uma seção.


Além disso, a forma espiralada do vidro simboliza a emergência da China. E também ajuda a receber ventos e desviá-los, reduzindo em 24% seu impacto.


1) Burj Khalifa


Burj Khalifa, Emirados Árabes Unidos


O primeiro lugar é obviamente do Burj Khalifa. Primeiro lugar disparado. Lembra que a Shanghai Tower tinha 128 andares? O Burj Khalifa tem 160. Lembra que a Shanghai Tower media 632 metros. O Burj Khalifa mede 828 metros de altura. Lá naquela foto no topo da página você consegue ver a diferença de altura do Burj Khalifa em comparação com os outros prédios.


Ele levou 5 anos e 3 meses para ser construído, de 2004 até sua inauguração em janeiro de 2010, com orçamento estimado US$ 1,5 bilhão. Fica naquela cidade ultramoderna e tecnológica que ficou famosa nos últimos anos, Dubai, nos Emirados Árabes Unidos.


Localização do prédio mais alto do mundo, Dubai


A construção foi obra da Samsung Engineering and Construction, e o projeto arquitetônico do americano Adrian Smith, da empresa de arquitetura SOM.


Como todos esses prédios muito grandes, o Burj Khalifa é de uso misto. Alguns andares têm o luxuosíssimo Hotel Armani (uma diária num dos 160 quartos pode chegar a 11 mil reais), outros têm apartamentos residenciais, alguns têm restaurantes, outros escritórios, o Observatório At The Top (que curiosamente não fica no topo do prédio, mas fica no andar 124), e inclusive vários andares inteiros reservados para manutenção e abrigo em casos de emergência.


Para saber mais sobre o bicho, entra no site oficial do prédio. Tem tudo por lá.


Compartilhar:
veja todos os posts do blog